rivulus

Membro Inativo
  • Content Count

    123
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

rivulus last won the day on March 14 2018

rivulus had the most liked content!

Community Reputation

12 Bom

1 Follower

About rivulus

  • Rank
    Membro Prata

Profile Information

  • Gender
    Not Telling

Recent Profile Visitors

4,162 profile views
  1. Balanço: Agora em julho-agosto vou completar um ano de apostas estudadas e preparadas com cautela. Também vai completar um ano de minha participação nestes dois fóruns: x y Neste período, devo ser sincero, digo que meu prejuíjo com as loterias ficou na fixa dos 70-80% do que apostei. Nunca fiz as contas detalhadas, mas em cada concurso eu sabia o que tinha perdido. Tive lucro por duas vezes, considerando concursos individuiais. E, nas duas vezes, foi apostando 16 dezenas e acertando 12. Cheguei a acertar 13 uma única vez, e foi o máximo que consegui. Mas este acerto nem chegou a produzir lucro, já que foi no meio de um série de apostas. -------------- Além do prejuízo financeiro, tive bons momentos de estudo, de rever grandes coisas da matemática e da estatística. Também tive grandes momentos de comunicação nos dois fóruns citados. Estabeleci contato com diversas pessoas e pude perceber, que, mesmo num ambiente virtual, é possível confiar mais em alguns do que em outros. E, também, respeitar mais alguns do que outros. Aprendi bastante, principalmente, sobre mim mesmo. -------------- Me revoltei contra alguns que prometiam algo absurdo, do tipo lucro fácil. Pesquisei na WEB e achei muitos sites que também faziam o mesmo, vendendo ideias ou planilhas ou softwares... Sempre quis entender melhor o funcionamento deste tipo de esquema pois, quando ainda era bem jovem, vi um familiar ser vítima de um estelionatário. Impotente, naquele momento, jamais esqueci de todas as imagens que presenciei e testemunhei. Uma certa indignação de tudo aquilo ainda permanece em mim. Bom, mas isto é um problema meu. Admito isto. Mas toda aquela indignação ainda me marca, como também marca minhas manifestações por aqui e em todos os outros lugares. -------------- Precisamente aqui, neste momento, cliquei no control-S, para salvar o documento. E a caixa de diálogo do meu sistema me perguntou qual seria nome que eu gostaria de usar. Pela primeira vez salvei como um documento sem título, tal como me propôs meu sistema. Nunca fiz isto. -------------- Mas eu estava falando, antes do aparte que me concedi, sobre minha participação nestes (dois) fóruns. Conheci muitas pessoas que eu respeito muito. Algumas mais, outras menos, num escala bem flexível. Evidente que me manifestei, sempre, sob o pseudônimo de rivulus. E jamais usei outro nome. Mas sob este pseudônimo, existe uma pessoa, que viveu e vive toda uma vida com outro nome. O pseudônimo me ajudou a ser mais franco e a ter menos medo de toda as minhas manifestações. Como também me ajudou a me entender melhor. Usando o pseudônimo me sentia, com ainda me sinto, mais livre para me manifestar. Alguns podem dizer que falta coragem, e talvez eu concorde, mas jamais eu teria dito o que disse, se estivesse sob a deslavada alma de mim mesmo. -------------- E, se alguém dissesse, sobre se manifestar sob um pseudônimo, você é medroso. Talvez eu até concordasse, com ressalvas. Tenho medos, sim. Mas também me sinto forte para muitas coisas. E daí: um corajoso deve ser corajoso sempre, em todos os momentos???? Não creio. E continuarei a aceitar meus medos, sem medo. (rsrsrsrs) -------------- Enfim, minha participação nestes dois fóruns está chegando ao fim. É uma despedida. Uma despedida sem a ideia de velório. Uma despedida alegre pois, posso falar por mim, foi uma experiência muito positiva. -------------- Um grande e respeitoso abraço a todos os leitores. O rivulus sucumbe aqui. -------------- COMETÁRIO DO CRIADOR DO RIVULUS -------------- Fico triste que rivulus tenha desejado tal destino. Por um lado é dolorido, mas por outro, vejo a felicidade dele em se entregar para a morte. Destino certo de todos nós. Rivulus carregou, como um grande fardo, toda minha herança de dificuldades, mas também se beneficiou de tudo que pude fornecer a ele de positivo. Rivulus foi muito humano neste sentido. Um humano, perderdor nas loterias, mas vencedor na busca da felicidade. Ele morre feliz. Saudações a todos e que o acaso possa revelar felizes notícias a todos. --------------
  2. Loterias, os misticismos e acaso: São diversas as crenças em algo que possa interferir nas loterias, como se estivessem interferindo na vida individual de cada um. Talvez pensar na recíproca seja interessante. Porém acho mais egoísmo do que outra coisa... Também são diversas as crenças de que existe algum segredo, dominado por poucos, que os permitem ganhar na hora que quiserem. Não acredito nisso. Como também não acretido que exista uma inteligencia superior que possa interferir nas loterias. E é sobre isso que gostaria de escrever. Não descarto que exista uma inteligencia maior do que a nossa. Mas NÃO ACHO QUE SEJA Deus, Maomé, Buda, Jesus e qualquer outro que esteja figurando nos relatos de muitas pessoas e nos relatos históricos, como alguém que possa fazer mais do que um humano... Na minha opinião eles apenas foram humanos (e talvez criações) como nós. Sou um cético com ressalvas. Penso que muitas pessoas preferem não pensar em suas decisões. Nem em seus pensamentos e colocam nas mãos de outros tais situações. Respeito, mas não me peçam para aceitar isso. Seja uma pessoa física ou não física, eu acho que cada um NÃO PODE colocar seu destino nas mão desta pessoa ou entidade. Nas loterias o que vale é um indeterminismo completo, e aí tem que assumir o caos. Doa a quem doer. Se existe uma inteligência maior, JAMAIS, JAMAIS, interferiria nas loterias. O que seria dito por esta inteligência seria: dane-se. Para não citar uma expressão bem ofensifa para alguns. Mas que eu tive vontade de escrever, TIVE. Resumindo: Não existe esquema, nem armação, nem ninguém que saiba que o pode acontecer em loterias, e talvez seja por isso que eu, ainda, gosto deste jogo e, ainda, aceite suas regras... Viva o acaso... Abraços a todos.
  3. Olá Lotoclover, Olá todos, Bom. A primeira coisa que passou na minha cabeça quando li a pergunta foi pensar: Não, e ponto final. Penso que seriam duas formas diferentes de pensar e fazer os jogos. Mas as duas maneiras não estão descoladas, uma vez que, mesmo fazendo jogos para buscar os sub-prêmios, ainda assim, tenho parâmetros para pensar no prêmio maior. Então não seria um não absoluto, e sim relativo. Pensei em alguns exemplos, não sei se convém. Um fechamento de 16 dezenas (=16 apostas) é típico de uma aposta que busca os 15 pontos. Mas a partir de 12 acertos já dá lucro. Apostas com garantia menor, como aquela que garante 14 para o acerto de 15 de um total de 17 dezenas, já apresenta uma característica um pouco diferente. Mas, mesmo assim, existe uma pequena chance de fazer os 15. Eu vi que você usa indexação para construir apostas em busca dos sub-prêmios. Ainda não entendi bem o funcionamento do procedimento. Se puder comentar algo sobre a ideia geral, seria interessante. Quanto à busca dos sub-prêmios... Aí eu coloco uma pergunta. Deve ser um fim em si mesmo, ou um meio de tentar alcançar o prêmio maior?
  4. OBS: Sempre escrever para quem nunca teve contato com loterias ou softwares. Eu acho que esta é uma condição essencial. Pelo escore das leituras das mensagens, tenho plena conviccção de que a maioria dos leitores não quer participar das panelinhas formadas. ESCREVER PARA QUEM NÃO SABE DAS LOTERIAS, seria condição fundamental..... Sem assuntos de panelinhas e assuntos muito específicos..... SERIA A CONDIÇAO... O QUE ACHAM?
  5. Olá todos, Depois de algum tempo sem participar, volto... Queria fazer, aqui, uma proposta. Nunca achei que este tópico devesse ser meu. Principalmente depois que Alexandre - o admin - o colocou como fixo. Gostaria, novamente de propor que o tópico seja aberto à participação de algumas pessoas. Vou convidar diretamente, e publicamente, algumas pessoas a se tornarem coautoras do mesmo. Não consultei nenhuma destas previamente sobre tal convite, mas gosto dos riscos, e farei isto publicamente. Minha sugestão é abrir o tópico para que Lotoclover, Girão, Onaiab, Alexandre, Luiz Carlos, Paulo Easy e Oiregor, se tornem coautores, tal como uma MESA REDONDA. É óbvio que, os convidados podem não aceitar, mas a ideia de uma mesa redonda como tópico seria muito legal... Está aí, tornada pública minha ideia... Minha antiga ideia. UMA MESA REDONDA. OU QUADRADA, como queiram... Seria um tópico quentíssimo... Um abraço a todos...
  6. Obrigado a todos pelos elogios, comentários, participações, opiniões... Não tenho tido muito tempo. Mas, talvez, - e principalmente - eu não tenha muito mais o que dizer para quem aposta em loterias. Não ganhei nada relevante até hoje e talvez nunca venha a ganhar. Continuo a fazer algumas poucas apostinhas, mas já não invisto muito tempo e energia nisto. Ao contrário, quase não me dedico às planilhas e contas e análises e tudo o mais... Penso que buscar a resposta para a pergunta: "porque eu aposto" é deveras mais importante do que as opiniões de qualquer pessoa. Abraços a todos e que cada um possa realizar seus sonhos. Só não depositem todos os seus sonhos numa conta que não depende, quase nada, de suas ações, como funciona a loteria. Deixem uma reservinha de sonhos para conseguir conquistar.
  7. Olá pessoal, Taí um assunto que envolve nosso dia-a-dia. Tenho pensado sobre isso. Tenho pesquisado algumas coisas sobre isso. Tenho uma opinião muito definida de que deveria existir um limite para o enriquecimento de uma pessoa. Do mesmo modo que existe um limite para o endividamento. Você não pode pedir num banco o valor que quiser. Eles vão analisar seu histórico e dizer qual é sua capacidade de endividamento. Mas toda riqueza é produzida numa comunidade, numa complexa rede de troca e intercâmbio... Resumindo, ninguém fica rico sozinho. Mas com o trabalho de muitos outros que fazem parte daquela rede.... ------------------------------------------------------------------------------------- Me deparei com um artigo escrito por Michael Moore no qual ele conta como vendeu um filme para um dos grandes de Hollywood e de repente ficou com 3 milhões de dólares na conta. Mais ou menos 5 milhões de reais. E o que ele decidiu fazer com o dinheiro. O que você faria com 5 milhões de reais????? Para ler basta acessar: http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=18864 ------------------------------------------------------------------------------------- Outro tema bem interessante que eu pesquisei são as cooperativas. Sabem que existe um banco que funciona como cooperativa e não cobra juros? É verdade. Para saber mais basta ver o vídeo em: http://www.youtube.com/watch?v=7d5yA4oWncQ&feature=youtu.be ------------------------------------------------------------------------------------- Se eu ganhasse uma valor razoável na loteria talvez eu levasse em conta algumas das ideias que eu vi nestes links que citei acima.... ------------------------------------------------------------------------------------- Uma grande abraço a todos.....
  8. Já está no site da CEF a ... Arrecadação Total: R$ 11.158.976,25 ... do 712. Bem menor do que os 20 milhões - valor aproximado dos outros conc.
  9. Sopa / Pipa / Acta. O que pode representar para nós brasileiros. Em tempo. Diversos países já assinaram ACTA, recentemente, no Japão. Pequeno trecho de uma entrevista do Prof. Pedro Antonio Dourado de Rezende. A entrevista completa está em: http://www.cic.unb.b...trevistaBB.html Entrevista a Bruno Buys,Para reportagem na Revista Ciência e Cultura da SBPC Prof. Pedro Antonio Dourado de Rezende Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília Junho de 2011 Bruno Buys: 1. O que é o ACTA e o que ele representa para a sociedade brasileira?? Pedro Rezende: Literalmente, o ACTA é uma proposta de tratado internacional para comércio que busca combater a contrafação ou falsificação. Na prática, abaixo desse verniz, é uma iniciativa de grandes cartéis do capitalismo pós-industrial, em aliança com o Departamento de Comércio dos EUA e com o braço executivo de mais doze governos (n.p: agora vinte e dois governos) nacionais ideologicamente próximos, para demarcar, no teatro político global, por meio de uma progressiva radicalização normativa, fronteiras institucionais para a nova forma de colonialismo, que é baseada em controle utilitário do conhecimento pelo capital. Principalmente do fluxo de bens simbólicos, potencialmente ilimitado com a convergência digital das TIC e a Internet. Geopoliticamente, é uma armadilha jurídica para esvaziar a eficácia do braço legislativo de estados nacionais democráticos que atuam nesse teatro, no que se refere às ações e interesses neocoloniais, construída por ambiguidades sobre as divisões entre os três poderes do Estado. E que serve também para estabelecer, a partir desse espaço político evacuado, e em conjunto com iniciativas similares noutros fronts da ciberguerra, bases funcionais para o braço armado de um governo supranacional, inicialmente subterrâneo mas totalitário e global, que emerge da convergência de interesses entre esses cartéis e a inclinação natural dos Estados à tirania, impulsionadas pela hiperconectividade propiciada pelas TIC. (...) "...Assim como a guerra nuclear era a guerra estratégica da era industrial, a ciberguerra é a guerra estratégica da era da informação, e esta se tornou uma forma de batalha massivamente destrutiva, que diz respeito à vida e morte de nações..." (...) ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Pequeno vídeo sobre algumas questões relacionadas. Inclusive mostrando as implicações para a saúde - medicamentos genéricos - e para a agricultura - patente de sementes. Mas não pára por aí. http://mediakit.laquadrature.net/embed/716?size=medium⊂=pt_PT ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Para saber mais ver em: Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre Como o ACTA ameaça nossa liberdade “Farsa” da ACTA leva relator a demitir-se
  10. Recentemente um usuário do fórum me perguntou via MP se podia usar os textos, aqui publicados, em seu blog. Tudo que escrevi foi publicado originalmente AQUI, e não foi publicado, por mim, em outros "lugares" da web. Quem quiser usar este texto pode usar segundo uma espécie de licença COPYLEFT, DESDE QUE PARA FINS NÃO COMERCIAIS E CITANDO A FONTE (O AUTOR E O ENDEREÇO WEB) Tenho a opinião bem forte de que ninguém precisa comprar absolutamente nada de conteúdo (livros, apostilas, tutoriais, métodos) sobre loterias. Pode encontrar tudo o que precisa de forma livre, como funciona neste fórum, por exemplo.
  11. Minha opinião...e uma brincadeira A CEF corre riscos ao aumentar o valor das apostas da lotofácil. Os riscos são diminuir a arrecadação... Grande parte dos premios de 11 e 12 pontos - e talvez até 13 -, o que não é pouco, são revertidos em novas apostas. Acredito nisto, apesar de não ter como provar. Com o aumento do valor da aposta o número de ganhadores destes premios diminui e consequentemente diminui o número de pessoas frequentando as lotéricas toda semana - diminui o número de apostas que são feitas com os valores dos premios do concurso anterior... Mas também diminui o número de novas apostas (com dinheiro novo). Daí pode acontecer da lotofácil começar, bem lentamente, a se tornar parecida com a lotomania...em termos de arrecadação... Perde a CEF e perdem os usuários... Tirando o exagero da comparação (rsrsrsrs), acredito que existe este risco....
  12. Olá Luiz Carlos, Será que as pessoas continuam fazendo o mesmo número de apostas? Será que aumenta a arrecadação? Parece que é com a arrecadação que a CEF se preocupa... R$0,50 é 40% de aumento... Bastante, né? Daria mais de 8,5 milhões a mais de arrecadação se as pessoas fissezem o mesmo número de apostas. Eu não acredito nisso. No meu caso, eu vou diminuir as apostas para continuar gastando o mesmo.
  13. O resultado do 702... tem causado espanto... Mas do ponto de vista da matemática é mais fácil sair um resultado deste, com uma sequência de 10 números seguidos do que uma pessoa acertar 15 pontos jogando um desdobramento de 18 dezenas. Ou, ainda, acertar 13 pontos com uma aposta. Mas, geralmente, quando a pessoa ganha 13 pontos, não fica achando improvável, nem sequer levanta qualquer dúvida sobre a lisura do processo. Geralmente fica acreditando que logo está perto dos 14, ou dos 15 pontos... doce engano. Uma sequência de 10 números seguidos da lotofácil pode começar pelo 1, pelo 2, [etc...], pelo 16. Ou seja tem 16 sequências de 10 números seguidos. Os outros 15 números podem ser combinados em grupos de 5, para formar os 15 números da lotofácil. Logo, 16 * C15,5 = 16 * 3003 = 48.048 Isto dá um total de 48.048 casos favoráveis, isto é, com algum tipo de sequência de 10 números seguidos. A probabilidade disto ocorrer é: 1 em 68. Ou seja: 1,470% Já a chance de acertar 13 pontos é 1 em 691 = 0,144% Portanto, quem fica espantado com um resultado deste, deverá ficar mais espantado ainda se fizer 13 pontos com uma aposta.