Ir para conteúdo




Foto
- - - - -

APRENDENDO A JOGAR NA LOTOFACIL


  • Por favor, faça o login para responder
2 respostas neste tópico

#1 val

val

    Membro Avançado

  • Membro
  • PipPipPip
  • 270 posts

Postado 19 fevereiro 2009 - 20:23

Proposta: acertar na escolha dos números!
A maior dificuldade em acertar nas loterias está na escolha dos números.

Você pode jogar escolhendo números aleatoriamente ou escolhendo a data de aniversario
ou até mesmo como aconteceu comigo; estava no posto de gasolina abastecendo quando de
repente vejo o frentista com um papel e uma caneta anotando a placa do meu carro, uái!?...
era para jogar ma megasena que estava acumulada. Nota; ele não ganhou, continua lá no posto…

De nada adianta fazer as combinações se os números escolhidos não forem sorteados e para combinar ou fechar usando os 25 números o custo da aposta será maior do que o premio!

Então vamos estudar e descobrir um método que nos permita escolher melhor os números e com as combinações matemáticas melhorar o rendimento dos jogos.

A Lotofacil é o único jogo que já vem com cinco pontos! Que não resolve nada, apenas como curiosidade matemática, mas funciona assim; como são sorteados 15 números de um total de 25 sobram 10 números não sorteados, então no sorteio seguinte 5 números obrigatoriamente no mínimo serão repetidos porque só tem 10 números zerados. Em media são repetidos entre 8 e 9 números, cerca de 66% das vezes é isso que acontece.

Primera etapa: aplicar essa estatística na escolha dos números
Os 25 números podem ser divididos em 2 grupos principais:

Os números que não foram sorteados, grupo => “N” sempre 10 números de onde são sorteados em média 6 números.

Os números que foram sorteados no concurso anterior, grupo “S” e também são fixos: 15 números de onde são sorteados em média 9 números.

Por que isso ? porque são apenas 25 números de onde são sorteados mais da metade => 15. Imagine o primeiro sorteio da lotofacil, foram sorteados 15 números e para o próximo concurso mais 15 números serão sorteados e “só tem” 10 números novos, portanto no mímino 5 serão repetidos dos 15 sorteados anteriormente, e devido a isso o número de pontos mínimo é 5 . Isso não acontece na Megasena, nem na Lotomania porque o conjunto de números sorteado é menor do que o grupo principal; 6 em 60 na Megasena e 25 em 100 na Lotomania.

A repetição mínima é 5 (vamos convencionar assim: 5s x 10n ou 5 x 10) mas a estatística mostra que aproximadamente a cada 10 concursos 6 tem a proporção de 9s x 6n ou 8s x 7n depois vem: 11s x 4n e 10s x 5n com 3 ocorrencias em 10 jogos. Outras proporções como 13s x 2n, 12s x 3n e 6s x 9n são mais raras mas de vez em quando aparecem, já a 5s x 10n e 14s x 1n são raríssimas e dificilmente ocorrem, mas lá vem a Lei de Murphy para contrariar pois no concurso 349 repetiu 14 números do sorteio anterior!

Qual a vantagem em dividir em 2 ou 3 grupos?
A resposta é matemática: escolher 15 números entre 25 são 3.268.760 combinações ou UMA chance em 3.268.760.

Dividindo em 2 grupos teremos 9 para 15 => 5005 combinações
e 6 para 10 => 210 combinações, combinando todas contra todas teremos 210 x 5005 = 1.051.050

Melhoramos as chances para UMA em 1.000.000
isso se a proporção sorteada for 9 x 6, mas se for proximo desse número o resultado em dinheiro será bom também.

O grupo “S” os 15 números repetidos do sorteio anterior pode ser sub-divididos em mais grupos:
Números com apenas 1 sorteio anterior, números com 2 sorteios e assim sucessivamente, mas vamos dividir em
apenas 2 grupos por enquanto; números com UM sorteio e com DOIS ou mais sorteios.

Renomeando os grupos
Grupo 1 e tem sempre 10 números “N”

Grupo 1 são os números sorteados que subiram do grupo 1 e tem apenas 1 sorteio
geralmente são 6 ou 7 números.

Grupo 3 são os números que foram sorteados do grupo 2 mais os números que já estavam
nesse grupo, são os números com 2 ou mais sorteios consecutivos.

Com 3 grupos temos a seginte configuração matemática:
Grupo 1 210 combinações

Grupo 2 aproximadamente 4 em 6 = 15 combinações

Grupo 3 aproximadamente 5 em 9 = 126 combinações

Combinando todos: 210 x 15 x 126 = 396.900

Agora a chance é de 1 entre 400.000
lembrando sempre que esse número se refere a proporção
acima citada.

Segunda etapa: reduzir o número de combinações
Já vimos que a única maneira de garantir 100% de acerto seria jogando
3.000.000 de volantes ou 400 mil aplicando a divisão por grupos, mas ainda é
muito caro, são muitas combinações! Então vamos usar os recursos que a
matemática nos oferece, umas delas é agrupar os números e diminuir
o número de combinações, por exemplo:

tirar 6 números de 10 = 210 combinações

dividimos 10 por 2 e teremos 5 blocos de 2 números
e agora teremos apenas 10 combinações, pegamos 3 blocos
de cada vez excluindo 2 blocos.

Desvantagem: os números ficam “casados” sempre que sair um número o parceiro vai junto
e o acerto máximo fica condicionado a essa situação, ou seja, agrupar os números certos.
Ainda que o acerto máximo não seja 100% as vantagens são muitas, mas antes vamos ver
como calcular o acerto:

Dividir o número de pontos esperados ou acertados pelo número de blocos e multiplicamos
pelo de número de blocos usados que neste exemplo é 3, encontramos o número mínimo
de pontos = 4. 6 / 5 = 1 e sobra 1 => necessariamente um bloco terá 2 pontos então
somamos a sobra => 6 / 5 = 1 x 3 + 1 = 4

Para achar a pontuação máxima, dividir o número de pontos pelo número de blocos usados
na combinação e multiplicar pelo número de blocos usados => 6 / 3 = 2 x 3 = 6 parece redundancia
mas não é porque poderia haver sobra e neste caso não somamos a sobra, exemplo:
no caso de 7 pontos => 7 / 3 = 2 x 3 = 6 e a sobra vai para outro bloco aumentando a soma das
combinações com menos pontos.

Todos as possibilidades considerando todas as condições de acertos
Da melhor para a pior hipótese:

1 x 6 (uma combinação com 6 pontos) 6 x 4 e 3 x 2

2 x 5 3 x 4 4 x 3 1 x 2

9 x 4 e 1 x 3


Relação custo x beneficio
Na melhor das hipóteses teremos uma combinação com 6 pontos ou 33% do dinheiro investido
com a pontuação máxima, enquanto que no sistema 100% teriamos apenas uma combinação com
6 pontos.

Na pior das hipóteses teremos 90% das combinações com 4 acertos ou 60% dos pontos,
enquanto que no sistema 100% com 210 combinações teriamos 15 combinações como apenas
2 pontos ou 33% da pontuação, outras tantas com 3 pontos, etc..
sem dúvida uma vantagem e tanto…

————————————————————————————————————————————————



Anuncie Aqui.


#2 EFPonciano

EFPonciano

    Membro Avançado

  • Membro
  • PipPipPip
  • 367 posts

Postado 20 fevereiro 2009 - 07:45

Olá interessante o teu estudo, um pouco complexo para se entender. Eu tenho um estudo parecido, só que o seu grupo S eu divido em Pares e Ímpares que sai em média de 4 e 5 dezenas respectivamente e o seu grupo N pode ser combinado em 3 combinações com garantia de 4 acertos se for sorteadas 6 dezenas. No meu esquema são 56 x 35 x 10 x 10 = 196.000 combinações ou 56 x 35 x 4 = 7.840 combinações ,se interessar posso lhe enviar sua análise.

#3 lotus facius

lotus facius

    Novo

  • Membro
  • Pip
  • 41 posts

Postado 21 fevereiro 2009 - 12:02

o prezado colega esqueceu de citar a fonte de onde tirou o texto.

www.lotocerta.com.br lá esta o original e muito mais dicas interessantes...

Lotus




0 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membros, 0 visitantes, 0 membros anônimos