Jump to content

About This Club

Outros assuntos que não são especificamente sobre loteria. Aqui é o local para o bate-papo mais descontraído e para trocar ideias sobre temas que não fazem parte do foco principal do fórum.
  1. What's new in this club
  2. Não posso dizer pelo Fórum, mas existem muitos que vivem de loteria oficial e clandestina 100%. - Donos de Lotéricas - Investidores em Fundos de propriedades de lotéricas - Donos de Banca locais de loterias clandestinas - Existem uma infinidade......
  3. Um dia especial... Todos os dias tem suas peculiaridades, hoje meu dia foi especial. Vou contar para vocês em uma crônica as aventuras do dia. Em um dia chuvoso, resta apenas escrever para distrair. Imagine fazer uma caminhada ou qualquer outra atividade externa. Mas vamos aos fatos. Fui tomar um banho, logo de manhã e a Elektro me deu a primeira alegria do dia. Alegria porque a falta de energia elétrica foi rápida e foi apenas uma sensação de uma ducha fria, em um dia frio. Meu primeiro pensamento foi que tive sorte. Foi só o tempo de soltar um impropério. Lá pelas nove horas, fui ao mercado na nossa querida Taguaí, onde os preços são mais em conta que os mercados de Fartura, já não estão tão atrativos assim, mas fui lá e entre as coisas compradas foram 4 taças para adequar a quantidade de taças disponíveis para uma confraternização. Afinal o frio clama por uma taça de vinho e uma tábua de frios. Bom, agora vou descrever a acomodação da compra no veículo e aqui reside o fato peculiar... Para evitar a quebra das taças, coloquei elas no banco e guardei a compra com uma rapidez de dar inveja ao The Flash para evitar permanecer na chuva que caia no momento, fechei o porta-malas, abri a porta do motorista e no mesmo instante em que a esposa dizia para ter cuidado com as taças, escutei o barulho das mesmas quebrando. Havia sentado em cima. Parece que tudo de ruim já havia acontecido, mas não é que tinha que ir ao banco retirar um cheque que havia depositado de terceiros e voltou. Aguardar na fila para entrar e sair com o geladão no bolso foi o de menos. Saindo da CEF, já na calçada, quase pondo os pés na rua para atravessar ouço uma voz: - Zé. Retrocedi e olhei para trás e ouvi do nosso conhecido Waldemar..."Nosso Senhor o abençoe" e nisso passou um carro por uma poça de água e me batizou no mesmo instante. Só restou o consolo de dizer que fui abençoado e batizado no mesmo ato. Não, não vou contar a dificuldade de sair do estacionamento 45º em dia de chuva, brotam carros do nada e aquela fila interminável não nos deixam sair até que surja um interessado na vaga. O dia ainda não terminou, coisas boas também acontecem...E acontecerão. Que o nosso dia seja abençoado como disse o nosso Waldemar que com sol ou chuva, no verão ou no inverno saúda a todos com sua frase peculiar "Que o nosso Senhor nos abençoe". Amém!
  4. O Segredo O segredo, o mistério, são coisas que tem como peculiaridade ser oculta. Mas nós, pobres mortais, não resistimos em manter algo oculto, na verdade gostamos de revelar segredos. Hoje tive a sensação que muitos segredos seriam revelados, realmente alguns foram. O celular tocou e ouvi um segredo, o WhatsApp avisou que havia uma mensagem e um outro segredo foi revelado. Senti uma comichão danada para também revelar um segredo que me acompanha desde a adolescência. Será o maior segredo ainda não revelado da nossa história? Os segredos não são eternos, sempre têm a revelação e eu não quero manter por mais tempo esse meu segredo. Sei que a vida é curta e se eu permanecer calado por mais tempo, posso não ter o tempo, para revelar. Farei isso hoje. Nesses anos que se passaram, por várias vezes pensei em revelar meu segredo, mas achava que se revelasse perderia alguma coisa. Um sentimento de posse. Não é algo especial, mas é uma coisa que acredito que só eu saiba pelo que vejo no nosso cotidiano. Mas hoje... Quero que entendam, há muito tempo guardo esse segredo que hoje revelarei, pois estou me sentindo que cometo uma injustiça não revelando. Isso pode mudar as pessoas, pode transformar o mundo... Se você pensa que é algo pessoal, se enganou. Não vou ficar em delongas, já que resolvi contar, que seja agora, nesse momento em que escrevo essas linhas. Mas antes quero que mantenha a calma, respire fundo...por duas vezes. Vou ser direto: - "A língua é a pior arma que o ser humano tem". Destrói vida, família e amizade.
  5. Nos longínquos anos 60, eu e meu amigo combinamos de ir nadar lá no bico da pedra. Muitas crianças iam lá nadar, passávamos alegres tardes nesse recanto. Sempre na volta meu amigo estava com fome e passávamos em casa comer o que tivesse. De comida ele entendia. Tem batatinha? Procurei e achei umas batatinhas e ele me disse: - Vamos comer as cascas. Lavamos e descascamos as batatas, bem fininho dizia. Óleo na panela, bem quente, colocávamos as cascas e fritava bem. Servia em um prato, jogávamos sal e comíamos gostoso como as crianças comem. Não imaginava que podíamos comer a casca da batatinha, foi novidade para mim. Um dia não tinha batatinha, e com pão amanhecido ele me ensinou outra receita. Rabanada salgada. Comemos tanto que passei mal. Muito óleo, muito ovo, muitos pedaços comidos. O prazer em comer em grande quantidade era um de seus atributos mais reconhecido pelos seus amigos, o que rendeu boas histórias que hoje conto para vocês. Um dia ele me disse:- Vamos comer fósforo? Intrigado, respondi:- Comer fósforo? -Sim, fósforo. Ouvi minha mãe dizendo que fósforo é bom para a memória. Nunca ouvi isso antes, como também não havia ouvido sobre comer cascas de batatinha ou a rabanada salgada entre outras coisas que ele me havia apresentado. Achei estranho e não comi, mas meu amigo devorou cinco caixinhas de palitos de fósforos da marca "Fiat Lux". Retirava a pólvora dos palitos, colocava no meio do pão como recheio e comia gostoso e dizia entre uma frase e outra que aquilo realmente era bom para a memória. Outro caso curioso, foi quando uma família vizinha o convidou para um churrasco. Meu amigo comeu tanto, tanto, que quando a vizinha o entregou para sua mãe pediu para ela observar ele durante a noite, pois estava preocupada com a quantidade de comida ingerida pelo meu amigo. Lá pelas tantas da madrugada, eis que ele começou a gemer e sua mãe, já preocupada com o alerta da vizinha, se postou ao lado de sua cama e disse: - O que foi filho, está passando mal? Não, mãe. Estou com fome.
  6. Estiagem Nessa época em que a falta de chuva é constante, lembro-me de algumas histórias da época de adolescente. São histórias que o povo conta ou de fato vivenciei, já não me recordo como foi de fato. O fato é que a seca estava trincando o chão e o sol impiedoso castigava Fartura. As pastagens secando, não era raro ver alguma criatura morta por sede ou fome, sabe-se lá. O povo, clamava a Deus por misericórdia, fazia suas rezas, novenas e nada de chuva nos torrões farturense. Salomé, mulher de muita fé, pensou que talvez o povo não estivesse sabendo a melhor maneira de interceder a Deus por chuva em nosso rincão e sugeriu ao povo solicitar ao padre da paróquia que fizesse a interseção por eles. Juntou-se cinco ou seis beatas e lá foram elas falar com o padre João. O padre após ouvir o clamor das beatas, disse a elas que reunissem o povo para a manhã de domingo em frente da igreja matriz para rezarem e caminhar em procissão até um sítio próximo. Chegou a manhã de domingo e o povo estava lá no pátio da igreja, era uma multidão e havia até quem falasse que tinha mais gente que a população de Fartura. Maria José, improvisou um altar, Salomé trouxe as velas, Madalena distribuía folhetos com os cânticos, José de Arimatéia puxava as orações. O padre chegou, observou, conversou com alguns e disse: - Não vou fazer a reza. Vocês não têm fé e sem fé fervorosa não adianta rezar. Ao que uma das beatas responde: - Mas padre, acordamos cedo e viemos em peso aqui, isso não é demonstração de fé? - Minha filha, se vocês tivessem fé de verdade viriam de guarda-chuvas! E virou-se e foi embora, frustrando a população. Salomé, revoltada disse a quem quisesse ouvir:- Vou pedir ao Bispo a cabeça do padre João. Tibério que estava próximo, ouviu os dizeres da Salomé e respondeu baixinho: Dou o maior apoio.
  7. @PARAFUSO, é complicado. Ainda mais em tempos anormais como estes. As vezes a "lei de murphy" vai imperar na maioria dos casos, as vezes até para registrar jogos na lotérica tem que se preparar psicologicamente e já ir preparado para estes possíveis contratempos. Pois a grande maioria se baseia nesta mesma ídeia para se programar idas nas casas lotéricas e certamente nesta hora que relatos como estes acontecem. Conferir os jogos foi a prova desta lei. Fácil não será, mas, estes acontecimentos estão sendo mais frequentes que já estão virando rotina de muitos. As vezes reclamamos da sorte e basta um olhar diferente para identifica-lá que ela ocorreu no caso e que também poderá aparecer em outras situações, só que as vezes o psicológico não nos permite enxerga-lá.
  8. ...vou postar esse texto aqui que parece ser um lugar apropriado ja que essa pandemia real ou ficticia esta realmente a prejudicar o ir e vir , hoje foi a gota dagua, ....hoje fui cedo na loterica mas não adianta mais porque os aposentados madrugam na fila e a medida que vão chegando são passados na frente de todo mundo e não param de chegar e a gente fica na fila um tempo muito maior ja que somente de dois em dois podem entrar e cada aposentado(a) demora pra achar nos bolsos e lembrar o que veio fazer na loterica, tem alguns que ficam mais de 15 minutos cronometrados, todo esse sofrimento de espera com uma mascara que impede a respiração e o calor ajudando na irritação e mau humor ae chega minha vez e os 5 jogos minguados que fiz não passam pela maquina porque os volantes da LF da independencia não valem mais, achei tão ridiculo que não refiz os num volante normal simplismente piquei os dois papeis e joguei no lixo , pensei no momento que não valia a pena perder tempo refazendo os jogos porque é virtualmente impossivel ganhar alguma coisa quando se registram os jogos, pode ser que é so comigo mas vejam o palpiteiro pro por exemplo, os jogos que tenho postado são os que não jogo e ate 13 pontos ja acertei, no ultimo foram 2 de 11 no antepenultimo 11, todos que acertam alguma coisa não foram apostados mas todos os que resolvi jogar e agonizar na fila da loterica não passam de 7/8/9/10 ! podem ser vistos no palpiteiro pro ,baseado nisso acredito que ganhei meus 12,50 por não ter apostado, vou postar o jogo que piquei no palpiteiro e não me surpreenderei se acertar pelo menos um de 11 e se não acertar nada economisei meu dinheiro suado, o jogo 2032 ta la no palpiteiro
  9. @Rodolfo822 SHOW, está lucrando alto! Teve algum RED esses dias?
  10. Bom dia. Alguém já teve experiências com o cartola FC para comentar?
  11. @Rodolfo822 vc participa de grupos de palpites ou os palpites são seus ?
  12. Meus greens de ontem , cada vez mais focado nas apostas esportivas , a CAIXA só vai me ver na Dia de Sorte mesmo rs.
  13. Startup recebe R$ 120 mi para ser um ‘Robinhood’ e o terror de corretoras Nos Estados Unidos, aplicativo que zerou taxas de corretagem atraiu mais de 30 milhões de investidores num jogo arriscado de e... Leia mais em: https://veja.abril.com.br/economia/startup-recebe-r-120-mi-para-ser-um-robinhood-e-o-terror-de-corretoras/
  14. Bom dia Pessoal talvez esse assunto já seja muito batido na net, mais eu não achei uma solução, eu estou querendo uma luz. Fechamento para acerto de terno na quina. o objetivo e acertar a logica do fechamento. Combinando 8 dezenas de grupos de 5 é igual 56 volantes, dentro desses 56 volantes a vários ternos repetidos, gostaria de remover esses ternos repetidos. detalhe não se preocupem com gerador ou quantidade para combinar. minha duvida: no código abaixo ele me apresenta a seguinte matriz. onde está o meu erro de logica, pois tem conjunto de três iguais que não encontro no fechamento na matriz abaixo. está na matriz abaixo, tem: 123, 124, 125,134,135,145,234,234,345, 126,127,128,267,267,278,345,346,347,356,357,367. não está na matriz abaixo, não tem: 1 3 6; 1 3 7; 1 3 8; 1 4 6; 1 4 7; 1 4 8; 1 5 6; 1 5 7; 1 5 8; 2 3 6; 2 3 7; 2 3 8; 2 4 5; 2 4 6; 2 4 7; 2 4 8; 2 5 6; 2 5 7; 2 5 8; 2 6 7; 2 6 8; 2 7 8; 3 4 8; 3 5 6; 3 5 7; 3 5 8; 3 6 7; 3 6 8; 3 7 8; 4 5 8; 4 6 7; 4 6 8; 4 7 8; 5 6 8; 5 7 8; 6 7 8; matriz do código: 1 2 3 4 5 1 2 6 7 8 3 4 5 6 7 como a matriz deve ficar: 1 2 3 4 6; 1 2 3 5 8; 1 2 4 7 8; 1 3 6 7 8; 1 4 5 6 7; 2 3 4 5 7; 2 5 6 7 8; 3 4 5 6 8; package br.Exercicio; import java.util.Scanner; public class CombinaReduzido { public static void main(String[] args) { Scanner scan = new Scanner(System.in); int[] vetA = new int[5]; int[][] array = new int[99999][5]; int num = 0, iguais = 0,cont = 0, total = 0; System.out.println("Digite numero Comb:"); num = scan.nextInt(); for (int n1 = 1; n1 <= num; n1++) { vetA[0] = n1; for (int n2 =n1 + 1;n2 <= num; n2++) { vetA[1] = n2; for (int n3 =n2 + 1;n3 <= num; n3++) { vetA[2] = n3; for (int n4 =n3 + 1;n4 <= num; n4++) { vetA[3] = n4; for (int n5 =n4 + 1;n5 <= num; n5++) { vetA[4] = n5; total++; for (int t = 0; t <= cont; t++) { iguais = 0; for (int i = 0; i < 5; i++) { for (int j = 0; j < 5; j++) { if (vetA == array[t][j]) { iguais = iguais + 1; } } } if (iguais > 3) { break; } } if (iguais < 3) { cont = cont + 1; for (int x = 0; x < 5; x++) { array[cont][x] = vetA[x]; } System.out.println(" "+vetA[0]+" "+vetA[1]+" "+ vetA[2]+" "+ vetA[3]+" "+vetA[4]); } } } } } } System.out.println("reduzidos:"+ cont); System.out.println("total gerados:"+ total); } }
  15. a seu tempo já não espero, luto e supero sentado não espero Os 15 bate a porta abro a janela Que os bons ares refresque me o juizo Sorte amigo
  16. O tempo. Em alguns momentos da vida temos que ter a paciência necessária para entender que tudo tem o seu tempo, que tudo se resolve a seu tempo. Na vida, dar o tempo necessário para que algumas coisas aconteçam sem a precipitação do afoitamento é primordial para alcançarmos o bom senso. Há o tempo para crescer, o tempo para brotar e florescer. São os ciclos e é necessário aceitar os ciclos da vida. Há o fluxo do tempo, há de se observar o tempo passar fluindo lentamente ou rapidamente sob a óptica do expectador, mas convenhamos que é necessário esperar o tempo certo. Para plantar, para colher, para agir, para seguir, tudo a seu tempo. Só não há tempo para hesitar, não há tempo para que a inanição cause danos irreparáveis por não agir no seu tempo adequado não deixando escapar a oportunidade que pode ser a única. Esteja certo quanto a atitude a ser tomada, tudo a seu tempo. O momento é agora? Tudo a seu tempo. (texto elaborado juntando pedaços de frases de um ou de outro, resultando nesse junto e misturado)
  17. Saudade Ah! Se eu pudesse reunir os amigos para um jantar como nos velhos tempos, afinal cem dias de quarentena é uma eternidade. O que poderíamos saborear em uma noite fria como a de hoje? Talvez uma sopa Borsch ( Sopa Russa de Beterraba) que fazemos com variação de receita ou sopa de mandioca? Pessoalmente não troco a de cebola por nada. Seja qual for o sabor, não importa, pois o momento mágico da convivência com as pessoas que gostamos supera os erros no preparo, o tempero equivocado sendo permitido até servir a sopa e disponibilizar apenas garfo, um equívoco provocado por ter ingerido apenas um copo de bebida além do razoável. Se se pudesse esses momentos de desprendimento, de leveza, para afugentar esse clima pesado da quarentena que por um passe de mágica seria dissipado, apenas por momentos, mas já me daria por satisfeito, renovando a esperança no dia de amanhã. Tenho certeza que um evento como esse revigora a alma, ajuda manter o humor elevado. Saudades de ontem, contente com o hoje e cheio de esperança no amanhã. E vamos curtindo a vida, fazendo o que for possível para que o nosso dia e das pessoas que convivemos seja o melhor possível. Em alguns momentos da vida temos que ter a paciência necessária para entender que tudo tem o seu tempo, que tudo se resolve a seu tempo. Na vida, dar o tempo necessário para que algumas coisas passem sem a precipitação do afoitamento é primordial para alcançarmos o bom senso de permanecer com o controle do corpo e da mente e da alma. Tudo a seu tempo. Saberemos esperar.
  18. Brinca e Brilha. Bem Bom Big, Borrifa Pimenta.
  19. Algoritmos É o tempero secreto que faz a diferença. Isso são os algoritmos. Eles são comandos que dão uma pitada extra de sabor nos mais variados tipos de loteria, mostrando passo a passo os procedimentos necessários para a resolução de uma estratégia que nos leve a vitória. Pensou algo novo em termos de loteria hoje? Ainda não? Pense! Temos um cérebro para isso. Tem um ditado que diz assim: cérebro é tão bom que todos deveriam ter um. Rapaz, começo a pensar se eu tenho um. Continuando a escrever sobre algoritmo. Tenha um banco de dados com todas as informações importantes onde você poderá ter o acesso, rapidamente, para municiar seus estudos lotéricos. Todo mundo é empoderado e pode com informações tomar decisões que nos levem a melhor estratégia de aposta. Pensar fora da casinha é útil em loteria, vai que dá certo... Como seria nosso site sem o "sorel"? Cheio de novidades, cheio de formulas, cheio de vida e entusiasmo. Não é só o "sorel", mas é cada um de nós a seu modo fazendo parte da estratégia geral para criar algum modo de ganhar na loteria. Pensa que é fácil? Se fosse fácil, não existia o jogo. Mas vamos lá: 1 + 1 = 2, lembrou do “dois” ele também está entre nós, e cada um de nós é 1 que junto com o outro, com outro e mais outro, leva a soma de vários 1 e o resultado dessa soma é conhecimento, participação e diversão. Voltando ao algoritmo...bem isso é para quem entende, sou apenas +1 nessa rede. Comecei escrever isso para passar a vontade de ir na lotérica fazer uma "fezinha", e sem assunto, fiz um angu de letras para postar no boteco. Sem mais nada, resta apenas desejar a você que leu até aqui "Uma Boa Sorte".
  20. Muito Bem Muitos prêmios vem através de um sonho, muitos outros diate da criação de fato recreativo outros por persistência com determinado jogo. Muitas estórias tem suas virtudes as vezes bem interessante. Comigo fiz somente 18 e simultaneamente 2 quadras da MS. Mas a base foi traçada com 25 quadras. Guardei em papelotes os 25 números ref as quadras, E logo após uma bela noitada e de olhos fechados dividi os 25 papelotes em 4 conj untos, e deixei para combinar depois ....e oi assim e depois me ocupei com a lotofácil achando que seria mais fácil IIsto foi na época do papassorte de Andre de Recife, eu tinha umas 3 versões e gostava, mas travava muito. As quadras da MS pedi o palpite ao porteiro e ele me sugeriu usar meus próprios números, Placa de do carro, data de aniversário e só fiz um pequeno e belo passeio com unto a amigos, esposa e filha. Pouco grana mas somei com outras economias. Acho que ainda acho as tais quadras
  21. Aconteceu comigo, na sexta-feira, assisti o filme "Nunca deixe de lembrar" e em um determinado momento do filme teve o seguinte diálogo: Uma visão...que gostaria de dividir conosco? Os números da loteria. Não, é sério. Os números da loteria. Se eu disser seis números aleatórios...como 5, 7...23,29, 44...11...então, é algo idiota. Mas se eu ler os números que saíram na loteria... "2, 17, 19,25, 45...48." Então, de alguma forma, eles têm algo verdadeiro, imperioso .Quase bonito. Esta foi...a minha visão. Pensei comigo, vou jogar, parece ser necessário acrescentar alguma coisa nesses números e pensei acrescentar os números da série LOST 04,08,15,16,23,42, mas achei que seriam muitos e não iria gastar dinheiro em um momento como esse que vivemos. E assim resolvi fazer as duas linhas do filme e mais uma intermediária com a média das dezenas na posição e ficou assim: 05,07,11,23,29,44 02,17,19,25,45,48 03,12,15,24,37,46 E não é que tinha cinco números sorteados nas três linhas, com duque na linha um e três. Faltou um número que estava nos números do Lost, o 8. Será que se eu tivesse feito um trançadinho teria colocado os seis números sorteados na mesma linha e acertado os números da megasena? Fiz minha escolha, não há o que lamentar e nem sentir o gosto amargo do arrependimento por não ter feito. As coisas são assim mesmo. As dezenas que virão no próximo sorteio estão zanzando por ai. Quem sabe serão essas e na ordem certa. Eu vou jogar ... (esse diálogo foi com 02h12min de filme).
  22.  
  • Newsletter

    Want to keep up to date with all our latest news and information?
    Sign Up
×
×
  • Create New...